Notícia
27 12:16:04/07/2018

Audiência pública discute metas do Plano Municipal de Educação (PME) 2016-2017

 

Profissionais das Secretarias Municipal e Estadual de Educação, representantes da sociedade civil e dos alunos da Rede Municipal de Educação se reuniram, nesta sexta-feira (27), na Câmara de Vereadores de Satuba, para a reunião de construção e avaliação do 2º Relatório Anual do Plano Municipal de Educação (PME) 2016-2017. Ao todo, mais de 100 pontos de discussão foram apresentados em plenário, junto com o monitoramento das atividades do PME que já estão sendo desenvolvidas nas escolas de Satuba.

O PME é o documento que estabelece as metas que pretendem ser alcançadas, nos próximos anos, na esfera que atinge, desde a alfabetização até os recursos financeiros investidos em prol de cada aluno matriculado nas escolas do município. Todas as estratégias definidas em conjunto são fiscalizadas e contam com o gerenciamento do Conselho Municipal de Educação (CME).

De acordo com a secretária municipal de Educação, Jane Gleide, a participação em massa dos envolvidos nas discussões de construção do PME, reforça a importância da democracia que já é trabalhada em alguns pontos do Plano que servem como leis.

“A gestão democrática dentro das escolas municipais, que sempre foi um ponto bastante cobrado, com razão, pelos profissionais que constroem a Educação do município está entre as discussões do PME. Inclusive, contamos com a criação e a aprovação de um Projeto de Lei (PL) na Câmara Municipal sobre esse ponto. Além dessa, outras ações como a Educação Inclusiva e a matrícula de 100% dos alunos da Educação Infantil também podem ser citadas como vitórias alcançadas, graças a esse trabalho conjunto” disse Jane.  

Já a presidente do CME, Agnamir Rocha, se disse satisfeita com os resultados obtidos na reunião. “O encontro de hoje foi um sucesso e quando avaliamos os pontos vimos que avançamos bastante, principalmente no que diz respeito às leis e ao Regimento Interno que já está pronto. Nossos esforços, agora, estão direcionados à mobilização dos membros do Conselho para garantir que nada possa regredir” comentou Agnamir.

 

Por Ascom Satuba