Notícia
18 18:03:07/09/2017

Satuba recebe concerto na Praça Central em homenagem a Hekel Tavares

Em comemoração aos 200 anos de Alagoas e homenagenado um dos satubenses que mais se destacaram no Brasil, Hekel Tavares, a Camerata Ero Dictus se apresentou, na sexta-feira (15), na Praça José Ferreira da Rocha Lins (Praça Central). A apresentação, que foi foi uma iniciatica da Secretaria de Cultura de Alagoas (Secult), custeada pelo Governo do Estado, reuniu alunos da rede municipal e a população em geral, que comemorou o bicentenário com muita emoção.

Presentes durante o concerto, o prefeito Paulo Acioly e o vice-prefeito, Marcelo Malta, foram convidados pelo maestro, Max Carvalho, para participarem do encerramento da audição.

“Quem me conhece sabe do prazer e do orgulho que eu sinto por ser satubense. Hekel Tavares foi um dos melhores representantes dos talentos de Satuba e não é a toa que uma das nossas mais antigas escolas municipais, leva o nome desse satubense ilustre. Uma das formas que a gente encontra de poder agradecê-lo, todos os dias, é incentivando o talento do nosso povo e apoiando as iniciativas culturais, mesmo diante de tanta dificuldade financeira” disse Paulo Acioly.

Já Marcelo Malta, lembrou que Hekel Tavares virou uma inspiração para jovens e adultos de todo o país. “O Hekel foi exemplo de persistência e de corrida pela realização de um sonho, além de um maestro único, que é referência para muitas orquestras e muitos músicos. É com essa pegada de incentivo ao talento, associada a muito estudo, que a gente procura retribuir, dentro das nossas escolas municipais, a esse presente que ele nos deu” comentou o vice-prefeito.

Quem assistiu ao concerto, também esbanjou orgulho na plateia. “Já pensou se outros maestros, músicos, dançarinos e artistas em geral, vindos de Satuba, se destacassem, como Hekel se destacou? Eu adorei o concerto e adorei muito essa iniciativa de homenagear a quem nos representou tão bem” disse a estudante satubense, Maria Ariana Batista, que desceu do Loteamento Fridolin, especialmente, para acompanhar a apresentação.

Segundo Max Carvalho, o repertório escolhido para homenagear Hekel partiu das grandes obras do maestro e compositor que também virou referência internacional. “A gente fez um mosaico do repertorio de Hekel pegando, desde as obras com as temáticas das cenas coloniais, até temas mais engraçados, como foi ‘Casa de Cabloco’ e outras. Ficamos felizes demais com a presença e a participação dos conterrâneos de Hekel que puderam ver que música clássica está bem mais próxima de nós do que a gente imagina’ explicou o maestro.

A Camerata Ero Dictus existe desde 2011 e reúne músicos de todas as partes de Alagoas. O concerto que aconteceu em Satuba fez parte da agenda oficial de comemorações do bicentenário alagoano, montada pela Secult, que percorreu vários municípios, promovendo apresentações artísticas em diversos segmentos e espaços públicos.

 

Por Ascom Satuba