Notícia
26 18:20:35/10/2017

Alunos satubenses respondem à Prova Brasil

 

Mais de 300 alunos do 5º e 9º ano, matriculados em oito escolas da Rede Municipal de Educação de Satuba responderam, nesta quinta-feira (26), a Prova Brasil. A avaliação, articulada pelo Ministério da Educação, consiste em questões de Língua Portuguesa e Matemática que têm o objetivo de avaliar a educação básica do país. As provas foram aplicadas, pela manhã e à tarde, nas escolas municipais Cícera Ariana, Josefa Silva Costa, Héckel Tavares, Hígia Ramalho, Rubens Canuto, Primavera, Irene Francisco e Hélio Borges.

Segundo a secretária municipal de Educação, Jane Gleide, a data de aplicação da Prova Brasil serve, também, para “coroar” um trabalho de incentivo ao aprendizado e redução da evasão escolar, que já vem sendo desenvolvido há bastante tempo, pelos profisssinais da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

“A mobilização em torno da Prova começou já faz um tempo. Nós desenvolvemos, dentro dessas estretárias, programas de auxílio à formação de professores, formação de articuladores de ensino, realização de simuladões e aulas de reforço que fizeram a diferença no cotidiano escolar, tanto para os alunos, quanto para os funcionários. Nós sentimos, também, a necessidade de feedbacks pontuais com os pais dos alunos e com a comunidade e, assim realizamos. Esse grupo de atividades foi apenas um trabalho que se somou aos demais da Semed” disse Jane.

Os 375 alunos que fizeram a prova Brasil também participaram, durante sete sábados, dos aulões preparatórios que foram realizados nas unidades escolares. A aluna do 9º ano da Escola Municipal Héckel Tavares, Sthefany Barbosa Costa, disse que, apesar de ter ficado um pouco nervosa antes de fazer a avaliação, a preparação oferecida pelos professores fez a diferença.

“Fiquei muito nervosa porque, mesmo com todo mundo falando da prova com bastante antecedência, a gente, como aluno, quer retribuir aos professores todo o empenho que foi repassado para nós. Eu mesma, adorei a prova e não me arrependo de ter participado de todos os eventos de preparação” comentou a aluna.

 

Por Ascom/ Satuba