Notícia
05 15:41:09/11/2017

Atleta de Satuba conquista medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano de Judô

A atleta satubense de judô, Hemily Lopes, do projeto “Lutando Para Vencer”, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Satuba (Semel) conquistou a medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano de Judô e a medalha de prata no Campeonato Sul-Americano de Judô Sub-15. As lutas, que garantiram o pódio à única alagoana que disputou o evento internacional, aconteceram nos dias 04 e 05 de novembro em Lima, no Peru, e contaram com mais de 200 judocas das Américas.

No sábado (04), Hemily, que tem apenas 14 anos de idade, conquistou seu primeiro ouro internacional, quando disputou a luta final contra a judoca do Equador. Nas duas lutas anteriores, ela já havia derrotado as atletas da Argentina e do México. Já no domingo (05), Hemily entrou no tatame como a favorita na disputa pela medalha de ouro do Sul-Americano, mas em meio a final, um problema no cotovelo direito impossibilitou a judoca de continuar a luta contra a atleta de Pernambuco e Hemily acabou conquistando a medalha de prata.

“Foi muito suor, muita força, muita garra e muito foco. Eu não tenho dúvidas que eu dei o melhor de mim, representei toda a determinação dos brasileiros, dos alagoanos e do povo da minha terra, Satuba. Não foi fácil chegar até aqui, não é fácil realizar um sonho. Você dormir e acordar no meio de um evento internacional do esporte que você mais ama te deixa sem palavras. Depois disso, eu só tenho que agradecer a Deus e a todo mundo que me ajudou a chegar aqui. Eu amo o meu Brasil” disse Hemily.

Quem também representou o projeto de Satuba que oferta aulas de judô gratuitamente a mais de 80 crianças carentes do município, nos eventos internacionais, acompanhando Hemily, foi o treinador da judoca, que faz parte da Federação Alagoana de Judô (FAJU) e é medalhista brasileiro na categoria, Luiz Carlos Cerqueira Junior.  

“A Hemily é uma guerreira! O talento dela para o esporte a gente percebeu logo cedo. Só quem nos acompanhou de perto sabe o quanto batalhamos para viajar rumo a um sonho, que foram essas disputas. Quinze dias antes da viagem a Hemiliy teve o mesmo problema no cotovelo e todos nós ficamos preocupados com o desempenho dela, mas o que mais surpreendeu foi que isso não abalou em nada o foco que ela teve e que fez a diferença para que ela subisse, por duas vezes, no pódio. A gente só tem a agradecer” comentou Junior.

Hemily e o treinador chegam ao Brasil nesta terça-feira (07). Às 16h eles serão recebidos por uma caravana, formada por amigos e familiares, no Aeroporto Zumbi dos Palmares, de onde seguirão em comboio até a Praça Central de Satuba, onde será montada uma recepção para a atleta.

 

Por Ascom Satuba